Maternidade

Como ocorre a fecundação: Saiba mais sobre o processo para se iniciar uma gestação!

A gravidez e a geração de uma vida nova são processos maravilhosos, que nos fazem ficar curiosos com tamanha complexidade e criação perfeita, como pode todo processo acontecer lá dentro e ser tão simples? E que um bebê fica na barriga por nove meses todos já sabemos, mas você sabe como ele foi parar lá? Como ocorre a fecundação realmente?

Se você quer saber tudo sobre esse processo humano natural de procriação, confira o artigo de hoje e tire suas dúvidas!

Como ocorre a fecundação humana?

Primeiramente para acontecer a fecundação, é necessário que um espermatozoide se funda a um ovócito, processo que vai “selecionar” um único espermatozoide em meio aos milhares que são liberados. Em seguida, a célula formada pela união dos gametas masculino e feminino é chamada então é de zigoto.

O zigoto a partir daí começa a se dividir em várias células a partir da meiose. Primeiro ele se divide em duas, quatro, oito e assim por diante formando um blastocisto que irá se implantar na parede do útero da mulher. Quando o óvulo se implanta na parede do útero, ele causa um fenômeno chamado nidação, que na mulher causa alguns sintomas como uma dor pélvica leve e um tipo de sangramento ralo de cor amarronzada e que dura no máximo 3 dias.

Também após a nidação o útero começa a produzir um hormônio chamado HCG que é o composto identificado nos testes de gravidez para confirmar a gestação da mulher.

Após essa implantação na parede do útero, o zigoto se transforma em um embrião, que é a fase da fecundação em que o bebê é um organismo imaturo e isso dura aproximadamente as primeiras 8 semanas do desenvolvimento intrauterino.

A partir daí o embrião começará a se formar como deve para se tornar um bebê. Com cinco semanas o embrião começa a formar a medula espinhal e seu cérebro, na sexta semana seu cérebro já está quase formado e nos próximos meses continua sua formação.

gemeos univitelinos

E quando é de gêmeos univitelinos?

Se você gostou de saber mais sobre a fecundação humana, com certeza ficou alguma dúvida no caso dos gêmeos idênticos, que são os univitelinos. Vamos explicar!

Os gêmeos univitelinos são aqueles idênticos mesmo, que geneticamente são clones um do outro, têm a aparência exatamente iguais e são sempre do mesmo sexo. O nome univitelino se deve ao fato de que no processo de fecundação, a etapa é um pouco diferente. Acontece assim:

No momento em que o espermatozoide vai se fundir ao ovócito, ele se encontra normalmente e fecunda formando o zigoto. Depois ele começa a se dividir por meiose formando o blastocisto.

Porém, por alguma mutação genética que não é explicada até hoje, no processo em que o embrião deveria se desenvolver normalmente, ele se divide mais uma vez, dessa vez ao meio, após já estar formado como embrião.

Dessa maneira, cada gêmeo se forma dentro de sua placenta e por ser uma divisão de um mesmo gameta masculino, saem bebês idênticos.

E os bivitelinos?

No caso dos bivitelinos, a diferença é que por alguma outra mutação genética na mãe também, em vez da gestante liberar apenas um ovócito por mês (que é o normal), ela acaba liberando dois e quando os espermatozoides encontram as duas gametas, eles os fecundam também.

Por isso, com dois espermatozoides fecundando dois ovócitos diferentes, os gêmeos bivitelinos não são clones nem possuem os genes idênticos, podendo ser de sexos diferentes também.

Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário aí embaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *